Arquivo da tag: musica

mais uma Trip

não, eu não vou sair para mais uma viagem, eu adoraria, mas ainda não… mas eu já me sinto viajando indo para o centro da cidade de São Paulo, quando alguém me pede para descolar uma destas câmeras que eu uso em meus trabalhos pessoais, as analógicas… eu já publiquei um post aqui em parte com este nome, acho que é porque eu me sinto um pouco analógico, um ser analógico… . Bom, o que aconteceu estes dias atrás já havia acontecido há alguns anos atrás, quando eu estava fotografando no estúdio de gravação do talentoso Antônio Pinto, compositor e produtor de trilhas sonoras para filmes nacionais e internacionais… e entre uma foto e outra, um bate papo e outro, falando um pouco de fotografia, e ele então já sabendo e vendo que eu carregava comigo uma destas câmeras antigas, ele me perguntou se seria possível eu descolar para ele, como ele mesmo me disse:  – uma câmera antiga destas, eu já tive uma, o meu pai também, parecida com esta sua, mas um pouco maior eu acho, não me lembro o nome agora, mas que você põe o filme, de preferência branco e preto… aliás, onde eu posso comprar estes filmes aqui em São Paulo? E eu disse: – se você viaja muito para o exterior, ou tem alguém que venha muito para cá, peça para trazer, é muito mais barato… Ele continua: então… aí você põe o filme e pode fotografar sua família, os amigos, a praia, … é bem prática… E então eu disse: Olympus Trip! E ele: essa mesmo, você consegue uma para mim? E dias depois lá estava eu de volta para continuar o meu trabalho e lhe entregar a sua analógica. E como eu disse, dias atrás aconteceu a mesma coisa. Eu recebo uma mensagem da minha querida amiga Patricia Melo, a Paty, me dizendo assim: – Brunel, beleza!? onde eu posso vender a minha câmera digital?, ta novinha, na caixa, usei pouco… E eu pergunto: por que quer vender a câmera Paty? E ela: é que eu faço milhões de fotos com ela e nunca vejo nada depois… sabe?, eu queria vender ela e comprar uma câmera de filme, daquelas antigas… quero fotografar e depois mandar revelar, colocar naquele albunzinho de plástico… ver as fotos…sabe? é analógica que fala né? E eu: isso, é analógica… e que câmera é essa digital que você quer vender? E ela: vou te mandar a foto dela!. E eu então, vejo a câmera, realmente nova e até uma boa câmera, lhe digo: Paty, não vale a pena vender, fique com ela, uma hora destas você a usa… estas câmeras perdem o valor rapidinho, se desvalorizam muito rápido, é tipo um videocassete… eu vou arranjar uma câmera pra você, destas analógicas, é a sua cara, você vai gostar… você e o Ali vão fotografar todos os seus rolês, o Paco (o cachorro)as idas e vindas de Ilha Bela… E ela: mas e se ela quebrar, eu consigo arrumar? não vou ficar na mão? não vai ser caro o conserto? E eu disse: pela minha experiência, ela ainda tem muito tempo de vida, e mesmo se ela quebrar, ainda tem quem a arrume, eu te passo os contatos, mas de qualquer forma, mesmo se ela quebrar e não tiver mais conserto, você ainda terá uma obra de arte nas mãos, terá valido cada centavo do seu dinheiro… . E então enviei a foto da Olympus Trip para ela… E ela: é linda! Eu quero!!! E eu, agora: Paty, sua câmera é esta aqui embaixo, não está muito bonita, mas funciona, você ainda vai levar um rolo de filme para testá-la! E depois, me mande uma foto feita com ela, eu vou publicá-la aqui, se quiser, é claro! Divirta-se!!!

olympus trip-fotero

https://pt.wikipedia.org/wiki/Olympus_Trip_35

https://pt.wikipedia.org/wiki/Antonio_Alves_Pinto

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A estrela d’alva

A estrela d’alva no céu desponta
E a lua anda tonta com tamanho esplendor
E as pastorinhas, pra consolo da lua
Vão cantando na rua, lindos versos de amor… (trecho da marchinha de Carnaval “Pastorinhas”)

Compositores: Noel Rosa-Braguinha

ontem mesmo, aqui em casa, recebendo ilustres visitas carnavalescas, enquanto bebericávamos e ouvíamos alguns discos, os  bons vinis, os lps… o grande Hermes, amigo e audiófilo, ia nos ensinando e explicando um pouco mais sobre como atingir ao máximo da pureza, da High Fidelity na reprodução de um disco, e de até quanto pode se gastar e  investir na montagem de um destes aparelhos sonoros com agulhas mágicas… ulalá!!! e aí então eu me lembrei e fui contando a todos, também em clima carnavalesco, sobre a minha lembrança dos inúmeros discos de 78 RPM das mais  belas e conhecidas marchinhas de carnaval e do lindo móvel toca-discos que haviam na sala da casa de meu avô Álvaro e minha avó Aparecida… e de quantas foram as vezes em que familiares e amigos, todos cantando e pulando juntos, afinados e sem errar uma letra… “Maria Candelária/é alta funcionária/Saltou de páraquedas/Caiu na letra Ó, oh, oh, oh, oh… alí começavam as noites de carnaval na casa de meus avós acompanhados de deliciosas taças de um licor de jabuticaba que minha avó Cida fazia como ninguém… pra depois caírem todos na folia pelos bailes da enigmática, empolgante e festiva cidade de Birigui… Allah-Lá-Ô, Ô, Ô, Ô, Ô, Ô, Ô… . E hoje, como ainda é Carnaval, eu voltei a lembrar destas marchinhas, especificamente de uma, a do título deste post, porque enquanto estou aqui pulando de negativo em negativo, organizando os meus arquivos, eu fui agraciado por uma bela surpresa… eu achei um retrato que fiz de minha avó que eu achava até então que eu não havia feito, mesmo ela estando viva na época em que eu comecei a fotografar no início dos anos 90… aliás ela foi uma das primeiras pessoas a me apoiar nesta escolha profissional, talvez pelo fato de ser uma pessoa que adorava a arte e a cultura, além de ser uma ótima contadora de histórias, uma verdadeira romântica, e que entre uma história e outra, sentada como sempre em sua cadeira de área rodeada por todas aquelas plantas e flores que lhe acompanharam a vida inteira e olhando para os lados do oeste do céu no cair da noite, em uma determinada época do ano, nos dizia… – olhem lá a Estrela D’alva, que linda, como brilha… é o planeta Vênus… . E então ela começava a cantar a música, e se errava a letra, caia na gargalhada… . Que saudades destes carnavais de outrora… 

Vó Aparecida - 1996 - Birigui/SP

Vó Aparecida- em memória – Birigui/SP-1996

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Coney Island , baby

o tempo parece a cada dia andar mais rápido, e isso faz o Fotero se ausentar um pouco… mas ontem, olhando para algumas fotos, separei estas de Coney Island, que divido agora com vocês. São imagens que fiz em um dia de novembro de 2013, meio ensolarado, meio nublado, e frio como hoje.                                          “Oh, my Coney Island baby, now…” .  logo abaixo está o link com a música cantada por Lou Reed(em memória), pra acompanhar as imagens. Valeu!!!

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

http://pt.wikipedia.org/wiki/Coney_Island

http://www.coneyisland.com

http://www.loureed.com/inmemoriam

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

459 anos

e + um dia. E mais uma foto em sua homenagem. Viva São Paulo!!!

Teatro Municipal de São Paulo - set/2012

Teatro Municipal de São Paulo – set/2012

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/theatromunicipal/

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Lambe-lambe

em passagem por Pernambuco no ano passado, eu, Mônica Souza  do projeto GURI e Daniel Gutierrez da Galeria Experiência, depois de uma manhã inesquecível com Naná Vasconcelos https://fotero.wordpress.com/2011/08/05/nana-vasconcelos-e-lisette-model/, fomos almoçar e passear por Olinda, terra de coração do talentoso músico Missionário José, grande Sportista e Flamenguista. Lugar Fascinante! Almoçamos em um restaurante indicado por Daniel, que não me lembro o nome agora, mas que fica bem atrás desta árvore mágica aí na foto, ao lado deste outro mágico, o grande fotógrafo lambe-lambe, e que atrás dele está a vista e ao fundo a bela e cultural Recife, onde vivem hoje o casal de amigos Maurício (xará de Nassau) e Ana, com o pequeno grande Caio, agora um paulistano e recifense de coração. Eita história cheia de gente boa…

                                     Olinda – Pernambuco – setembro/2011

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fot%C3%B3grafo_lambe-lambe

 http://www.projetoguri.com.br/Site3/index.php

 http://galeriaexperiencia.com.br/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Maur%C3%ADcio_de_Nassau

 http://www.jardelmusic.com/about/missionario-jose/

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Sra. Rosa Corvino

ontem, depois de retirar alguns filmes negativos que eu havia deixado para revelar em um laboratório no centro da cidade, saindo dali, passei por uma loja de artigos fotográficos para dar um olá a amigos, e já em direção ao metrô Estação São Bento, passando em frente ao Teatro Municipal, enquanto uma multidão se distraia com a apresentação de um talvez novo talento musical, muito comum ali naquele local; o que me chamou mesmo a atenção, foi uma senhora, que a primeira vista me lembrou um retrato da rainha Elizabeth II, que eu teria visto há poucos dias, feito pelo  fotógrafo inglês Rankin. E bem ao lado daquele espetáculo cantante e dançante, esta senhora calmamente abria a sua cadeira tipo de praia, colocava sobre ela uma almofada, e então se sentava para contemplar aquele local, que assim como o Palácio de Buckingham, tem e teve em sua história, a frequência de realezas. Fiquei curioso, fui ao seu encontro, e após nossas apresentações, passamos a uma boa conversa, e ela se pôs a me contar a sua história, a história de seu livro “Amor, Vida e Lembranças”, de seu nascimento dentro do Teatro Municipal de SP, a infância e a adolescência ao lado de grandes personalidades da música, do teatro e das artes, entre elas, a brilhante soprano Maria Callas, que todas as vezes que a ouço cantar Casta diva, na ópera Norma de Bellini, me faz chorar. Bom, é com o retrato da querida  senhora e professora de piano Rosa Corvino que desejo a todas as mulheres deste mundo um ótimo dia todos os dias neste dia Internacional da Mulher.

Professora de piano Rosa Corvino - São Paulo-SP - mar/2012

http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,filha-unica-do-teatro-municipal,419540,0.htm

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/theatromunicipal/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Isabel_II_do_Reino_Unido

http://rankin.co.uk/portraits/#/pic142

http://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_Callas

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vincenzo_Bellini

 

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Fotos de celular

não tenho o hábito de fazer fotos de celular. Até porque, quase sempre carrego uma câmera no bolso, de preferência com um filme negativo. Gosto muito destas palavras, “negativo”,“positivo”.  Para as coisas funcionarem, têm que haver negativo e positivo. Ou não? Mas nos últimos dias, me encontrei em situações em que eu precisava registrar o momento, e eu só tinha a câmera do celular. A foto abaixo foi feita em uma madrugada de domingo enquanto eu apresentava a São Paulo do Baixo Augusta para um amigo, O Dr.Jú, um biriguiense nato. Que levou de recordação para casa, agora morador da cidade de Santos, um cd com músicas do Skatalites que ele mesmo definiu assim: – Este é pra dançar! E eu, depois do Ska, dancei muito o Drum&Bass! E viva a noite! que não viveria e não existiria sem o dia. E vice -versa! claro, escuro! sobe, desce! vai e vem!

bar no Baixo Augusta - São Paulo-SP - out/2011

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ska

http://pt.wikipedia.org/wiki/Drum_and_bass

1 comentário

Arquivado em Uncategorized